Guerino Zanon confirma candidatura ao governo do ES

Representantes de outros partidos políticos, inclusive de legendas que apoiam outros candidatos estiveram presentes no evento

Guerino Zanon confirma candidatura ao governo do ES
O PSD confirmou Guerino Zanon como candidato ao governo do Espírito Santo. O nome do vice e o apoio ao Senado vão ficar para os próximos dias. A convenção partidária que oficializou o nome de Guerino foi realizada neste domingo (31), em conjunto com os partidos PMB e DC.  Representantes de outros partidos políticos, inclusive de legendas que apoiam outros candidatos e até com candidatura própria ao governo, estiveram presentes no evento. O deputado federal Evair de Melo (PP), Devanir Ferreira (Republicanos ), Lelo Coimbra (MDB) e Carlos Salvador (PL) declararam apoio ao ex-prefeito de Linhares.

Guerino discursou para o público presente no Centro de Convenções de Vitória por cerca de 30 minutos. Ele fez duras críticas à gestão do governador Renato Casagrande, candidato à reeleição. 

"Não podemos aceitar um governador que diz que tem dinheiro em caixa e deixa a população passando fome. Temos R$ 12 bilhões de caixa que são usados para financiar apadrinhados políticos, ricos e banqueiros", afirmou.

O candidato do PSD também subiu o tom ao falar da saúde do Estado. "Vamos primeiro dar de comer a quem tem fome e depois interiorizar a saúde. Não é possível que uma pessoa tenha que sair do interior do Estado para fazer um exame de vista em Vitória", salientou.

Apoios serão costurados durante a semana

Guerino destacou que, por enquanto, tem o apoio dos partidos PMB e DC, mas está conversando com outras legendas, como o Republicanos, que desistiu da candidatura do deputado estadual Erick Musso ao governo. 

Erick é candidato ao Senado. "Meu diálogo com o Republicanos é de longa data. Tenho absoluta certeza que as portas do Republicanos estão abertas pra gente entrar e conversar. Se for possível um acordo durante a semana isso será divulgado", ressaltou.

O ex-prefeito de Linhares, que já declarou voto ao presidente Jair Bolsonaro, também fez críticas ao Partido dos Trabalhadores e ao PSB, partido de Casagrande. "Acabou o ciclo dessa esquerda vergonhosa no Brasil e no Espírito Santo. Nossa bandeira nunca será vermelha", afirmou.

Questionado se teria apoio de Bolsonaro, já que Carlos Manato (PL) também é candidato ao governo do Estado, ele frisou que isso não compromete a campanha . 

"O presidente está no PL, mas o presidente em nenhum momento levantou a mão de algum candidato aqui do Estado. Ele está respeitando todas as forças que contribuem para a reeleição dele. Fui eleitor de Bolsonaro em 2018 e mesmo se eu não tiver o apoio institucional político dele, minha linha não mudará. Acredito no projeto que estamos defendendo, que é derrotar a esquerda no Brasil e no Espírito Santo", disse.

O PSD também lançou neste domingo o nome de 31 candidatos para deputado estadual e 11 para deputado federal. 
 
Fonte: Folha Vitória







COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA