Polícia prende homem que mantinha avô cego, de 84 anos, em cárcere privado no interior de Linhares

De acordo com informações do chefe da 16ª. Delegacia Regional de Linhares, delegado Fabrício Lucindo, no imóvel estava um homem de 28 anos, neto do homem, que foi encontrado ajoelhado e realizando orações numa língua desconhecida.

Polícia prende homem que mantinha avô cego, de 84 anos, em cárcere privado no interior de Linhares
Uma cena triste e que comoveu os policiais civis que na tarde desta segunda-feira (18) encontraram um idoso de 84 anos, cego, vivendo em situação análoga ao cárcere privado e em condições sub-humanas na regiãode Palhal, no interior de Linhares. Ele foi encontrado sentado numa cadeira de plástico e no escuro.

De acordo com informações do chefe da 16ª. Delegacia Regional de Linhares, delegado Fabrício Lucindo, no imóvel estava um homem de 28 anos, neto do homem, que foi encontrado ajoelhado e realizando orações numa língua desconhecida. "Questionado o motivo de estar vivendo daquele jeito, ele começou a falar palavras desconexas e em seguida passou a ameaçar os policiais civis. Diante da agressividade e seu porte físico, foi necessário o uso de algemas”, relatou Lucindo.

Ainda de acordo com o delegado, a casa tinha janelas e portas pregadas por dentro, sem nenhum ventilação, escura, com lixo espalhado por todos os lados e dejetos. "Percebemos que a vítima ainda não havia se alimentado durante o dia”, pontuou o delegado.  

O neto foi conduzido para a sede da Delegacia de Linhares e foi autuado pelas crimes de maus tratos e cárcere privado. Após o interrogatório ele foi levado para o presídio de Linhares. O idoso foi entregue para a equipe da secretaria municipal de Assistência Social. 





COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA