Homenagem da semana com Alexandre Araújo: ele respira jornalismo

Alexandre é um dos profissionais mais competentes do ES

Homenagem da semana com Alexandre Araújo: ele respira jornalismo

Afirmar que Alexandre Araújo respira Jornalismo, é a frase que resume a vida desse profissional, que já se tornou uma personalidade em Linhares, no Estado, e no Brasil. Na profissão há exatos 20 anos, ele confessa não saber fazer outra coisa a não ser escrever. Hoje, aos 37 anos, que revela sem nenhum pudor ou receio, atua em duas importantes assessorias de imprensa da região: na Prefeitura de Linhares, onde também é o responsável pelo Cerimonial e Protocolo do Chefe do Executivo, Guerino Zanon, e em uma faculdade particular, onde atende a seis unidades do Grupo: Linhares, Guarapari, Uberlândia, Londrina, Teixeira de Freitas e Paraná. “Na verdade eu vivo para a Assessoria. É algo que realmente faço porque amo. Aliás, qual jornalista não é apaixonado por sua profissão?”, explica.

Alexandre na verdade é formado em Publicidade e Propaganda, mas, quem o conhece sabe que sua essência é o jornalismo. Até a 3ª Série estudou na Escola Municipal de Ensino Fundamental “Cid Adalberto dos Reis”, no Conjunto Juparanã. A partir da 4ª Série sempre estudou no Colégio Cristo Rei.

Aos responsáveis por sua formação ele fala com emoção. “A minha formação como ser humano devo aos meus pais. Aliás, meu norte é minha mãe, Genny. E a minha formação educacional até o segundo grau, e, também profissional, devo às minhas irmãs – as 4 (Ivanete, Ivete, Elisete e Elizabete) -, que tiravam do salário para poder me garantir numa instituição privada. Disso eu nunca vou esquecer”.

O ensino superior ele agradece a outra colaboradora: Luciléia Zanon. “Hoje tenho diploma de Bacharel em Publicidade e Propaganda graças a Luciléia Zanon, que me proporcionouo ensino superior quando era Diretora da antiga Unilinhares. O meu carinho e apreço pela família Zanon é grande, confesso”.

Tudo o que sabe ele referencia em dois profissionais da cidade. “Tenho dois gurus com que aprendi tudo o que sei de Jornalismo: Deni Almeida da Conceição e Soraia Chiabai”. O primeiro emprego num jornal veio aos 17 anos. A oportunidade foi dada por Deni Almeida. “Escrevi uma carta a ele dizendo da minha paixão pelo Jornalismo. Dias depois um mocinho esteve na minha casa com um bilhete onde ele me chamava para uma entrevista. Depois disso, nunca mais parei”.

A paixão pela Assessoria, a dedicação pelo segmento veio com a atual Assessora de Comunicação do Sindimol, Soraia Chiabai. “Com ela comecei na Prefeitura de Linhares, onde aprendi todos os termos e todas as particularidades de texto de uma instituição pública. Hoje, confesso, não sei viver sem escrever sobre administração municipal e política. É algo realmente vicioso”.

Atualmente Alexandre vive outro desafio: cursa Administração de Empresas. Entrou para o curso pela curiosidade. Diz com todas as letras que a turma – que o faz viver novos ares e perceber a vida com outros olhos - o move a continuar. “Desistir jamais”, revela.

A rotina diária do jornalista é agitada. Acorda às 5 horas da manhã para malhar religiosamente todos os dias. Entra na Prefeitura às 7h30min. E na particular às 13 horas. Às 19 horas pontualmente está na sala de aula. A vida social ele procura deixar em dia. Afinal de contas assina uma coluna badalada no jornal O Pioneiro – Lá & Cá. Nos fins de semana arruma tempo para maquiar. Isto mesmo, a arte ele aprendeu sozinho, olhando outra profissional atuar. Hoje tem uma agenda concorrida, mas pretende desacelerar quando colocar em prática os planos para o futuro que ele diz no fim desta matéria. “É algo tão prazeroso, tão gostoso. Lá & Cá se tornou um filho. Onde alio a paixão pelo colunismo social e o carinho que tento transmitir às pessoas que admiro e gosto da sociedade linharense”.

Viciado por glamour? Ele diz que não! “Tenho os pés no chão. Vivo a minha realidade e fico feliz em poder escrever o que as pessoas fazem, os passeios, as viagens, enfim, isso é algo encantador”. Claro que ele também gosta de viajar. “Prefiro viajar a badalação. Confesso que ultimamente tenho viajado mais a trabalho do que a lazer”. Alexandre confessa também não ter o tempo que ele gostaria para os amigos da infância.

Ele também não tem medo de citar quatro grandes amigos que vai carregar para sempre: Anderson Titol (o Dinho da Lixo), Angelita Tesch, Marli Smarssaro e Taíssa Donatelli Macêdo. “Tenho tudo muito vivo na minha memória. Pessoas que foram e são importantes para mim. Mas as minhas tarefas me fazem não ter tempo. Nos fins de semana gosto de estar com a família, com meus sobrinhos, e descansar, porque ninguém é de ferro. Mas amigo é pra sempre”.

Planos para o futuro? Claro que ele tem. “Hoje mesmo conversei com uma amiga que tenho um foco profissional para os próximos anos. Claro que dentro das Assessorias de Imprensa e de Comunicação. E espero que o reconhecimento ao meu trabalho venha na hora certa e que eu esteja rodeado das pessoas que eu admiro”.

E as misses? Bom, as misses são um capítulo a parte na vida de Alexandre Araújo. É um hobby que acabou virando um compromisso anual. De 2003 a 2005 ele foi o coordenador do Miss Brasil Universo. Levou as candidatas Franscieli Dulianel, Angélica Corona e Ariane Colombo para disputar a coroa. Em 2008 assumiu a franquia do Miss Mundo Espírito Santo, que elege a capixaba que disputa o título de Miss Mundo Brasil. Levou Mariana Bridi, Lívia Barraque, Jamile Scarpi e Rhaissa Siviero. Este ano guarda a sete chaves o nome da representante capixaba. "É uma paixão. Um hobby. Me dedico e gosto. Infelizmente não temos apoio algum. Há três anos arco com franquia, passagens e hospedagem do próprio bolso. Mas não desisto e agradeço imensamente ao Diretor do concurso, Henrique Fontes, pela oportunidade", diz. No ano passado, Alexandre foi eleito o melhor coordenador estadual de 2011.





COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA