Comitê de Crise de Linhares vai adotar medidas de contenção da foz do Rio Doce

Segundo o secretário Municipal de Meio Ambiente de Linhares, Fabrício Borghi Folli, objetivo da ação é conter substâncias oleosas que poderão chegar ao litoral capixaba pelo mar, evitando que o material atinja e contamine o estuário

Comitê de Crise de Linhares vai adotar medidas de contenção da foz do Rio Doce
O Sistema de Comando em Operações (SCO) de Linhares decidiu adotar medidas de contenção na foz do Rio Doce, em Linhares, na tarde desta sexta-feira (8). O objetivo visa evitar que o óleo cru atinja e contamine o estuário, caso as manchas de óleo, advindas do litoral do Nordeste, cheguem à costa do município.

A contenção da foz terá início às 14 horas e contará com a cooperação de 20 servidores da Prefeitura de Linhares, que foram treinados no início desta semana pelo Corpo de Bombeiros. O reforço de outros 20 homens foi solicitado à Marinha do Brasil. Equipamentos como drone também serão utilizados na operação.

Segundo o secretário Municipal de Meio Ambiente, Fabrício Borghi Folli, a ação é uma medida preventiva, que se antecipa à chegada da possível mancha de óleo ao litoral de Linhares, com o intuito de proteger o Rio Doce. "A contenção da foz é necessário para evitar que os resíduos saiam do mar e atinjam o rio, contaminando o estuário”, afirmou. Fabrício acredita que os trabalhos sejam concluídos em até 48 horas, ou seja, dois dias. A Foz do Rio Doce está localizada entre os balneários de Regência e Povoação.

Para os trabalhos de contenção da foz, o Sistema de Comando em Operações de Linhares solicitou ao Governo do Estado do Espírito Santo 1.300 metros de barreiras de contenção, 800 metros de rede BIDIM e 1.800 metros de redes de malha (pesca).

Vistoria não encontra manchas

Na manhã da última quarta-feira (6), equipes que integram o Sistema de Comando em Operações de Linhares realizaram visitas técnicas aos estuários – onde os rios encontram o mar –, localizados no município de Linhares. Em Vila de Regência, na Foz do Rio Doce, por exemplo, não foram constatados vestígios de óleo cru no balneário.

Além da Prefeitura de Linhares e suas secretarias, o Corpo de Bombeiros, a Defesa Civil Estadual, representantes da Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) e do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) estão envolvidos nas ações de combate e contenção da possível mancha de óleo.

O grupo instituiu o Sistema de Comando em Operações (SCO) – sistema de padrão internacional, responsável por gerir as ações de planejamento, operações, logística, segurança e administração em resposta a situações críticas e emergenciais.

Colaboração

A Prefeitura de Linhares, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, pede à população que colabore, caso encontre vestígio de óleo nas praias do município. O cidadão pode acionar o Comitê de Crise através do telefone 153. Lembrando que é imprescindível que não haja contato direto com o material.

E quem quiser se voluntariar nos trabalhos de contenção e limpeza das praias poderá aderir às ações planejadas pelo Comitê por meio do endereço de e-mail: [email protected] Todos os inscritos passarão por treinamento com profissionais de órgãos ambientais e de segurança que integram o Comitê.





COMPARTILHE ESSA NOTÍCIA