Ampi: diretoria assina ordem de serviço para obra da sede própria

Ampi: diretoria assina ordem de serviço para obra da sede própria

03/05/2013 - 05h06 - Atualizado em 03/05/2013 - 05h06

 

Há aproximadamente quatro anos, quando foi dado o primeiro passo para a criação da Comissão Pró-asfalto da estrada do Pontal, um grupo de comerciantes tradicionais do balneário também abraçou a causa de assumir, através de eleição, a Associação de Moradores de Pontal do Ipiranga, a Ampi.

No caixa da entidade havia uma quantia de pouco mais de R$ 30 mil. Os componentes da Chapa colocaram a mão na massa e realizaram eventos, administraram a entrada de verba desde o valor da mensalidade (hoje fixado em R$ 2,00) a aluguel de barracas durante as festas.

O resultado foi um total que ultrapassou os R$ 114 mil, e que a partir desta sexta-feira (3) começa a ser investido na ampliação e reforma da sede da entidade. A ordem de serviço foi assinada no início da noite desta quinta-feira (2). E este foi o último ato da atual Diretoria da Ampi, já que haverá eleição neste domingo (5), com Chapa única, e todos os atuais componentes não fazem parte da composição.

Emoção

Todos os trâmites para se chegar à assinatura da ordem de serviço seguiram procedimentos legais: “De cinco empresas, uma apresentou o menor preço e venceu a licitação. Isso é um exemplo que a Ampi dá para outras associações de moradores de Linhares”, disse o bacharel em direito, Carlos Barbosa Pereira, que faz parte da comissão de licitação e fiscalização que irá acompanhar a obra.

Vaudirene Grigoleto, a Val, quase não conseguiu falar ao usar a palavra após todos os membros da diretoria assinarem o documento: “É uma missão cumprida, e peço desculpas por me emocionar”, resumiu. “Torcemos pelo Pontal e vamos continuar lutando pelo bem do Pontal, mesmo na condição de um simples associado”, completou Manoel Jorge, que também fez parte da diretoria que deixa a entidade.

Obra

O Site de Linhares conversou com Flávio Soeiro, da Construtora Soeiro & Tristão, empresa que executará a obra. Ele disse que, entre outros procedimentos, serão trocados o telhado, a rede elétrica e hidráulica, que as janelas e portas serão novinhas em folha; sem falar na implantação do forro de PVC, piso de cerâmica, e na construção de dois novos banheiros e cozinha, na parte dos fundos do prédio. “Haverá muito mais espaço e conforto”, explicou.

O valor total da obra, de acordo com a placa exposta na área frontal do prédio da Ampi, na Avenida da Lua, é de R$ 114.365,20. O prazo de execução é de 120 dias.

Nova Diretoria

O Site de Linhares não obteve contato com integrantes da Chapa única, que disputará a eleição no domingo,mas a informação passada é que são pessoas sérias, tanto quanto as que estão deixando seus respectivos cargos.

Membros da Diretoria que deixa a Ampi

Presidente - Vaudirene Grigoleto

Vice Presidente - Manoel Jorge Henriques Gomes

Primeiro Secretario - Alair Lopes Fianco

Segundo Secretario - Pedro Rigotti Scaldaferro

Primeiro Tesoureiro - Corasi Dumont

Segundo Tesoureiro - Victor Roque Pancieri

Diretor Social - Manoel Pereira

Conselho Fiscal
Izaias de Lima

Basilitalo Spirito

Claudio Mocelin Spacini

Manoel Freitas Lima

Cecilia Bonaparte

José Osmar Broseghini

 

Sobre o Autor

Redação Site de Linhares

A Redação do site de Linhares está ligada aos acontecimentos e se preocupa com a informação.

Escreva o seu Comentário

Os comentários não representam a opinião do Site de Linhares, a responsabilidade é do autor da mensagem