Dieta ZERO CARBO funciona?

Tati Serafm

quinta, 18 de maio de 2017

comentários

Nutricionista de Linhares tira dúvidas sobre o assunto

Olá gatasss garotasss!!!


O papo de hoje é alimentação e emagrecimento. Quem nunca ouviu falar da dieta ZERO CARBO, a queridinha das famosas??? Dieta zero carbo funciona? Pois é, resultado a gente sabe que dá, mas será que existe algum tipo de risco para nossa saúde? Para quem ela é indicada? E quais os alimentos ricos em carboidratos que devemos evitar?


Essas e outras dúvidas a gente tira agora com a nutricionista Nadine Moreira.



- O que seria dieta Zero carbo? Não pode mesmo comer nenhum carboidrato?

A dieta com baixo carboidrato na verdade é uma estratégia nutricional utilizada pelos nutricionistas com objetivo de melhorar a saúde e/ou a estética do paciente. Reduzir a ingestão de carboidratos NÃO SIGNIFICA retirá-los por inteiro, nem cortar carboidratos, nem se empanturrar de bacon e gordura, então ela não é zero em carbo e reduzida a, no máximo, 45% da ingestão calórica diária.



- Existe algum risco de saúde para quem faz essa dieta?

É importante salientar que a individualidade no tratamento dietético é fundamental para avaliar se é indicado ou não a adoção desta estratégia. De um modo geral devemos ter atenção com pacientes com hipoglicemia para não reduzir de modo muito drástica a ingestão, se estiverem acompanhados por um nutricionista, tudo certo.



- Para quais casos ela é indicada? Grávidas podem fazer?

A indicação é principalmente para combate à obesidade, redução de gordura corporal e tratamento de doenças crônicas não transmissíveis (diabetes, esteatose hepática, hipercolesterolemia, hipertensão, síndrome do ovário policístico).

A partir do princípio que uma gestante não deve ingerir açúcares e não necessita de carboidrato em excesso, seguindo uma boa orientação nutricional é perfeitamente possível que a gestante siga uma estratégia low carb.


- Qual alimento temos que cortar da dieta?

Os principais grupos de alimento fonte de carboidratos são os pães, massas e cereais em geral, raízes e tubérculos, frutas e vegetais e leguminosas e os açúcares e doces em geral. No entanto não é necessário excluir nenhum alimento da ingestão diária, o que se faz é cuidar das porções que devem ser ingeridas de modo individualizado.




- Quais são os alimentos que têm carboidratos bons e os ruins?

Carboidratos "bons”, ou que são mais indicados ao consumo são os integrais, isto é, aqueles que são mantidos o mais natural possível, sofrendo menor processamento. Além de possuírem maior teor de nutrientes garantem uma dose a mais de fibra alimentar, que são produtos fundamentais para equilíbrio intestinal e para saúde. Os "maus” então seriam aqueles refinados, por serem mais processados e terem a absorção muito acelerada, aumentando os riscos de aumento da glicemia, obesidade e doenças crônicas.

Dentre os alimentos com carboidratos do bem temos os vegetais, frutas e cereais integrais, os maus são, o já bem conhecido vilão, açúcar, o trigo branco, o arroz branco e os produtos processados e industrializados (biscoitos, macarrão instantâneo, salgadinhos, entre outros).



- É verdade que sem carboidrato as pessoas ficam mal humoradas?

Vai depender da quantidade de carboidrato ingerido (em casos de restrições extremas) é sim mais alta a probabilidade de mal estar, mal humor e irritabilidade. Isto se dá primeiro pela restrição alimentar e troca do hábito alimentar, o que já é um fator de estresse, pela redução da produção do nosso hormônio da felicidade, a serotonina, porém, são sinais que ocorrem principalmente quando há uma grande restrição e no início da troca, quando seu corpo troca a utilização dos carboidratos pelas gorduras e proteínas para geração de energia. Em outras palavras são sinais que tendem a diminuir conforme nos mantemos nesta estratégia.


Gente, antes de começar qualquer dieta é bom se orientar com um bom profissional, pois como a Nadine disse, cada indivíduo tem suas necessidades. Eu, por exemplo, tenho HIPOGLICEMIA e estou gestante, então sei que preciso de um acompanhamento.


É isso!


Dúvidas e sugestões? Comente aqui em baixo!


Bjussss!!!


Tati Seafim





https://www.facebook.com/canalsaltoalto/

https://www.instagram.com/canalsaltoalto/

https://www.youtube.com/canalsaltoaltotatielola/


compaRTILHE ESSA NOtícia

comentários